Entenda a diferença entre Nuvens Privada, Pública e Híbrida

Híbrida é a preferida do mercado, por ter a capacidade de mesclar o que há de melhor nas outras duas.

Publicado por Equipe Westcon em 25/05/2016

        

Entenda a diferença entre Nuvens Privada, Pública e Híbrida

Quando se fala em Computação em Nuvem ou no inglês Cloud Computing, certamente aparecem as referências sobre Nuvem Privada, Nuvem Pública ou Nuvem Híbirda.

A Computação em Nuvem nada mais é do que o armazenamento de dados, arquivos, aplicativos em um servidor virtual. Essa modalidade de arquivar informações é feita de maneira que elas podem ser acessadas de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora e sem necessidade de instalação de programas, desde que o dispositivo que está sendo usado para acessar esteja conectado à Internet - daí a alusão à Nuvem.

O sistema tem revolucionado o mercado, uma vez que oferece mobilidade aos colaboradores das empresas que podem acessar com agilidade informações sem necessariamente estarem em um escritório. Também surge a possibilidade de compartilharem arquivos e documentos praticamente em tempo real com clientes ou colaboradores que estejam em outras unidades de negócio.

Em questão de retorno financeiro, o armazenamento em Nuvem permite diminuir gastos com aquisição de novas máquinas, licenças de uso de software, energia elétrica e manutenção de equipamentos. Entre outros benefícios, o uso desse modelo tem sido considerado mais viável e seguro do que o uso de unidades físicas, como pendrives e HDs externos.

Soluções de Nuvem Pública são geralmente serviços baseados em assinatura, onde o hardware, software, ou ambos são alugados e os departamentos de TI adquirem cotas de armazenamento com base no que for necessário. Na modalidade Pública o usuário pode, a qualquer momento, aumentar ou diminuir os recursos, como a memória, processamento e espaço de armazenamento de acordo com suas necessidades.

Já as Nuvens Privadas, seguem a mesma forma de armazenamento de informações que a Pública, mas fica em ambiente próprio da empresa. Não necessariamente o mesmo ambiente físico, mas totalmente gerenciada por seus colaboradores de TI ou prestadores de serviços contratados para a função. Dependendo da estratégia de uma empresa, que conta com muitos dados sigilosos, ela prefere ter controle da segurança de sua Nuvem e opta por esse modelo.

Existe ainda o modelo de Nuvem Híbrida, que combina as melhores características dos modelos de armazenamento. Algumas empresas utilizam Nuvem Pública para armazenamento de dados gerais, que são de uso contínuo de seus colaboradores, que podem ser acessados por clientes e guardam as informações mais sigilosas e estratégicas na Nuvem Privada. Essa forma de atuação é considerada Híbrida.

Este, aliás, é o tipo de Nuvem preferida pela maioria das empresas. Pesquisa da consultoria Gartner prevê que 50% das empresas adotarão a Nuvem Híbrida até 2017. O ambiente desse tipo de arquivamento é muito flexível, não há necessidade de optar exclusivamente por Nuvem Privada ou Nuvem Pública. É possível adotar as Nuvens Híbridas à medida que esta opção possa atender a diferentes demandas de tecnologia da empresa. Começar por uma ou por outra depende da estratégia da empresa e de suas características.

A Tech Pro Research conduziu uma pesquisa que mostrou que 93% dos entrevistados estão familiarizados com o conceito de Nuvem Híbrida, já tendo pelo menos ouvido falar do assunto. Entre os entrevistados, um terço disse que já havia implementado essa solução mesclada e outros 37% estavam considerando a possibilidade de fazê-lo. Esses dados se alinham estreitamente com uma pesquisa recente encomendada pela Microsoft, que apontou que 68% das organizações vão adotar um modelo de Nuvem Híbrida nos próximos dois anos, o que representa um aumento de 19% em relação às taxas atuais.

Sejam em Nuvens Públicas, Privadas ou Híbridas, a mudança na forma de armazenar dados está conquistando seguidores dia a dia. Há armazenamentos gratuitos, pagos, para pessoas e empresas, com foco nos que têm pequeno ou grande fluxo de informação. Os planos são diferenciados e oferecidos de acordo com tráfego mensal. É um serviço que garante ao usuário redução de custos e acessibilidade de informações.


CTA

Comentários

Não há comentários para esse post, seja o primeiro a comentar.
Comentários são aprovados antes de serem publicados.

Comente